7/14/2010

Seis mil pingüins fofos

ATENÇÃO! Este blog tem novo endereço http://www.territorios.com.br
Este texto foi editado, revisado e postado em
http://www.territorios.com.br/index.asp?cod_post=364


Nos meses mais quentes do ano, a Isla Martillo abriga 2 espécies de pingüins, Papúa e o Magallánico. Eles vem para se reproduzir e os mais jovens para trocar as penas. Esses jovens são os mais feios com penas faltando. A ilha é cheia de ninhos, são buracos na terra com verdes ao redor. Nunca tinha imaginado ver tantos pingüins numa paisagem assim.

É muito legal chegar perto desses bichinhos, eles ficam te olhando com cara de curioso. Devemos nos movimentar devagar e se agachar para chegar mais perto ou eles podem se assustar. E se um se assusta, todos começam a correr fugindo. Me emocionei tirando fotos que me joguei no chão e só depois, sentido o cheiro, percebi que estava tudo cagado. Eu fedia muito e assim fiquei por algumas horas até voltar para o hotel.

Os de bico amarelo (Papúa) ficavam imóveis, só piscavam e nem se importavam com a nossa presença.

A Isla Martillo fica 90 km de Ushuaia pela ruta 3, para o passeio tem que comprar em agência. Tem a opção de pegar um barco em Ushuaia, passar por algumas ilhas e chegar nesta sem sair do barco. Ou ir de van até o porto mais próximo e ali pegar uma lancha que chega em 15 minutos. Foi a que fiz, desembarcamos e caminhamos entre os pingüins. Tinha uma guia nos esperando.


Dica
Agência Piratour é a única que tem permissão para desembarcar na ilha. Fica numa das casinhas na beira do mar perto da Oficina de Turismo. Todas as casinhas vendem passeios.

Estância Harberton é onde fica o porto mais próximo da ilha. Fundada no século 19 com objetos e fotos históricas. Tem bar e paisagens bonitas da vida rural.

Leve roupa para frio, o vento gelada e a umidade do canal podem estragar o passeio. Luva, capuz, touca, manta... mesmo no verão.

Marcadores: , ,

2 Comments:

Blogger Milevo said...

Olá, Roberta.

Ótimo post!

Você descreveu muito bem a sensação de ver e estar próxima dos pingüins, além disso suas informações sobre as agências são importantíssimas.

Ah... e se jogar no chão "sujo" faz parte rsrs... Essas experiências enriquecem a viagem e pra quem está indo ou querendo viajar é bom poder contar com as experiências de outros viajantes.

Em breve, será possível compartilhar dicas e sensações como as que você descreveu no Milevo, a nova rede social de viagens.

Esperamos você lá!

Abraços,

Equipe Milevo
@milevocom
www.milevo.com

2:29 PM  
Blogger Leandro Vettorazzi Gabrieli said...

Eu fui o capitão do barco! :)

4:55 PM  

Postar um comentário

Links to this post:

Criar um link

<< Home